Artigos

CIMBSE apresentou Providência Cautelar para travar fecho dos CTT

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIMBSE) avançou com uma providência cautelar para travar o fecho de estações dos CTT em quatro municípios da sua área.

A CIMBSE deu entrada da Providência Cautelar de Intimação para a Abstenção de Condutas (artigo 112ª, nº2, al.i), do CPA contra os CTT- Correios de Portugal, no Tribunal Administrativo e Fiscal de Castelo Branco para impedir o encerramento das estações dos CTT em Fornos de Algodres, Belmonte, Manteigas e Figueira de Castelo Rodrigo.

A decisão foi tomada na última reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBSE, na qual ficou acordada por todos os municípios associados que seriam tomadas todas as medidas possíveis para impedir o fecho das estações dos Correios.

A CIMBSE entende que “o contrato de concessão dos CTT tinha como objetivo o serviço postal público universal e, fechando as estações, esse serviço público postal não é prestado às populações”.