SAPADORES FLORESTAIS DA CIMBSE REALIZAM TESTES DE DESPISTAGEM À COVID-19

Tendo em consideração a atual situação evolutiva do surto epidémico a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela providenciou a realização de testes de despistagem de Covid-19 à Brigada de Sapadores Florestais da CIMBSE como medida preventiva.

Os testes foram realizados esta manhã nos Centros de Recolha de Fornos de Algodres, Pinhel e Belmonte.

Trata-se de uma medida de reforço às já implementadas pela CIMBSE, reavaliando diariamente as medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

São particularmente importantes as estratégias que contenham a disseminação de COVID-19, prevenindo a transmissão pessoa a pessoa e impedindo a formação de cadeias de transmissão na comunidade.

O Conselho Intermunicipal da CIMBSE reuniu com o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Coordenador Regional no Combate à Covid-19

O Conselho Intermunicipal da CIMBSE, reuniu ontem, via teleconferência, e contou com a participação do Secretario de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

Na reunião, o Secretario de Estado da Juventude e do Desporto, coordenador na região centro para a declaração do estado de emergência, mostrou a sua total disponibilidade para uma articulação participada entre as estruturas da administração central e as autarquias nas ações de combate à pandemia.

No âmbito desta reunião, foi ratificada a deliberação para a aquisição conjunta de equipamentos de proteção individual para fazer face à Covid-19.

CIMBSE REAVALIA MEDIDAS DE RESPOSTA NO COMBATE À COVID-19

O Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela promoveu uma reunião de trabalho no dia 7 de abril, por teleconferência, com o propósito de fazer o ponto de situação e reavaliar as medidas de resposta conjunta que vêm sendo aplicadas na reação à COVID-19.

Foram debatidas questões sobre a aquisição urgente de equipamentos de proteção individual pela CIM-BSE e a consulta ao mercado para disponibilização de testes.

Serão ainda implementadas de acordo com as necessidades de cada Município, medidas de mitigação, apoio económico às populações, no combate à pandemia que assola o território.

Discutiram-se propostas a fazer ao governo para apoio a setores especialmente vulneráveis economicamente.

No âmbito desta reunião foi decido suspender as queimas e queimadas no período de 9 a 13 de abril.

Dada a conjuntura do momento, foi concedida tolerância de ponto nos dias 9 e 13 de abril aos funcionários.

CIMBSE PROMOVE AÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO NA REDE MULTIBANCO

A Comunidade intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela promove, ação de sensibilização na rede multibanco.

O objetivo é recomendar à população cuidados a ter para o combate à Covid-19.

Cada um é responsável por si e pelo impacto dos seus comportamentos na comunidade. O alinhamento de todos, em prol do cumprimento e respeito pelas boas práticas e recomendações das autoridades de saúde são o alicerce para se ultrapassar este período de crise Mundial.

Todos juntos no combate à Pandemia.

MISERICÓRDIAS COLABORAM COM OS MUNICÍPIOS NO COMBATE À COVID-19

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela solicitou o esforço dos Municípios, que em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia dos seus concelhos reunissem esforços, no combate à Pandemia.

A Santa Casa da Misericórdia de Trancoso e a Santa Casa da Misericórdia de Fornos de Algodres, já disponibilizaram as suas unidades móveis de saúde à ULS da Guarda, para rastreamento da Covid-19.

CIMBSE REÚNE COM SUBCOMISSÃO PERMANENTE DA COMISSÃO DISTRITAL DE PROTEÇÃO CIVIL DA GUARDA

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, reuniu no dia 31 de março, via teleconferência, com a subcomissão permanente da Comissão Distrital de Proteção Civil da Guarda, na qual participaram o CDOS da Guarda, os Municípios de Gouveia, Pinhel, Celorico da Beira e Almeida.

A reunião teve como objetivo fazer o ponto da situação no Distrito da Guarda da Covid-19 e coordenar as ações na recolha da informação das Câmaras Municipais.

AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

A Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela faz o levantamento das necessidades dos 15 Municípios que a integram, para a aquisição conjunta de Equipamentos de Proteção Individual.

A CIMBSE REFORÇA MEDIDAS DE COMBATE AO COVID-19

Com vista a articular medidas de apoio e prevenção no combate ao Covid-19 a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela reuniu no passado dia 28 de março, nas instalações da Unidade de Saúde Local da Guarda, com a Presidente da ULS, Coordenadora Delegada de Saúde da Guarda, representante do CRSS, 2º CODIS e Gabinete de Crise da ULS.

Foram discutidos temas como os planos de contingência adotados nas IPSS, as linhas de apoio de crise, a implementação de espaços de acolhimento e de bancos de voluntários, aquisição de EPI’s, desinfeção periódica de espaços públicos.

Estas orientações visam garantir a proteção da saúde pública com uma gestão eficaz e eficiente dos recursos.

COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DAS BEIRAS E SERRA DA ESTRELA ARTICULA MEDIDAS NO COMBATE AO COVID-19

Os 15 municípios que integram a CIMBSE realizaram, no dia 24, uma reunião por teleconferência, com vista à articulação de medidas conjuntas de contenção da propagação das infeções por covid-19 na região.

Acordou-se estabelecer procedimentos para a aquisição conjunta de equipamentos de proteção e de saúde, necessários ao combate à pandemia, e solicitar às autoridades competentes a efetiva submissão a controle sanitário de todas as pessoas que entrem no território pela fronteira de Vilar Formoso.

Decidiu-se também solicitar à autoridade de saúde competente que estabeleça obrigatoriedade de confinamento, por 14 dias, de qualquer pessoa que, por motivo não profissional, entre no território provindo do estrangeiro.

Os Municípios manifestaram o seu decidido empenho no combate à Covid-19 e a sua total abertura e disponibilidade dos meios municipais para colaborarem com as autoridades de saúde, de segurança e proteção.

Aldeias Históricas de Portugal são o primeiro território português a liderar a comunidade internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis

As Aldeias Históricas de Portugal acabam de ganhar a liderança da comunidade internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis. É a primeira vez que o Instituto de Turismo Responsável (ITR) atribui essa responsabilidade a Portugal.

Depois de, em novembro de 2018, terem recebido o certificado BIOSPHERE DESTINATION, tornando-se assim o primeiro destino em rede, no mundo, e o primeiro a nível nacional, a receber a distinção, as Aldeias Históricas de Portugal voltam a obter um importante reconhecimento por parte do Instituto de Turismo Responsável.

Com efeito, a organização internacional decidiu atribuir à rede das Aldeias Históricas de Portugal a liderança da comunidade internacional de Destinos Turísticos Sustentáveis. É a primeira vez que um destino português é eleito para este cargo. Até ao momento, a liderança da comunidade Biosphere estava a cargo da região de Thompson Okanagan, na Colúmbia Britânica. Situado no Canadá, este lugar foi eleito, em 2018 e 2019, como o Destino Mais Sustentável do Mundo.

Desta forma, as Aldeias Históricas de Portugal vão dinamizar o projeto a nível internacional e pôr em prática um plano integrado de ação para os 28 destinos que fazem parte desta rede.

Das várias ideias propostas pelas Aldeias Históricas de Portugal destacam-se a realização de uma ação de responsabilidade social conjunta, a promoção em rede junto dos operadores turísticos, a partilha de boas práticas entre as equipas, a transferência de conhecimento para os diversos destinos e o reforço do envolvimento das empresas do setor já certificadas em matéria de sustentabilidade no turismo.

O Instituto de Turismo Responsável (ITR) é uma organização internacional independente, que tem como propósito implementar ações e programas de desenvolvimento sustentável na indústria turística. Para isso, criou e desenvolveu o Sistema de Turismo Responsável (STR), que se traduz na Certificação BIOSPHERE Responsible Tourism. Para isso, segue as recomendações da Agenda 21 da ONU e as linhas de orientação de vários programas da OMT e da UNESCO, relativos ao desenvolvimento sustentável e à proteção do património cultural e natural.

A certificação surge como uma resposta para estabelecer os critérios necessários para se obter um comportamento sustentável no negócio internacional do Turismo. Assim, o STR promove atividades turísticas sustentáveis, de forma a que o Turismo responsável se torne num produto turístico.

A missão da comunidade Biosphere é tirar proveito das sinergias que podem ser criadas entre os vários destinos.